Conforto
Apesar do nome complicado, o princípio do controle do conforto higrotérmico, que se refere à temperatura e umidade, é simples: adotar medidas que adequem a otimização do calor e da umidade, de forma que a temperatura interna do edifício não seja muito alta durante o verão, nem muito baixa durante o inverno. Para isso é necessário um estudo do local para entender o clima de cada região. De posse desses dados, os arquitetos podem conceber projetos que favoreçam o conforto dos moradores no inverno e no verão, considerando a orientação do edifício, o posicionamento das janelas e o aproveitamento da ventilação e iluminação natural.
O conforto acústico de um apartamento é fundamental para o bem estar de seus moradores. Para garantir essa qualidade, deve-se projetar paredes que diminuam a passagem de ruídos externos para dentro dos ambientes das habitações, que criem isolamento acústico entre as lajes dos apartamentos e que diminuam a influência sonora entre os cômodos de cada apartamento.
Ambientes iluminados, claros e seguros. Para oferecer esse conforto a seus moradores, o edifício deve possuir aberturas que permitam o aproveitamento de luminosidade natural, além de cuidado com a iluminação artificial em todos os ambientes.
Para garantir o conforto olfativo,
deve ser estudado cuidadosamente o posicionamento de cada janela, colocando-as longe das fontes de odores. Além disso, deve proporcionar boa ventilação natural e distribuição de ar pelos ambientes.